Notícias

Médicos do Hospital Municipal de Cuiabá reclamam de salários atrasados há 90 dias

Médicos contratados pela Empresa Cuiabana de Saúde para serviços no Hospital Municipal de Saúde (HMC) reclama de salários atrasados há 90 dias. Os contratos são de pessoa jurídica e atingem também setores assistência emergencial à saúde, como Urgência e Emergência. Por conta da denúncia, o Sindicato dos Médicos (Sindmed) encaminhou ofício à Prefeitura de Cuiabá exigindo resposta sobre o atraso.


Na modalidade de contratação, o profissional não tem direto trabalhistas como Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), férias ou seguro desemprego.


“Na época que foram feitos os contratos o Sindicato alertou a fragilidade desse tipo de contratação que não dá nenhum direito aos médicos, visto que não tem nenhum direito trabalhista a não ser receber o salário, e nem isso está sendo cumprido. Estamos em época de pandemia, onde os serviços de saúde deveriam ser prioridades. A prefeitura tem que se responsabilizar e exigir que os repasses sejam pagos em dia”, destaca Adeildo Lucena, diretor de comunicação do Sindimed.


O Sindicato ainda afirma que a situação de ausência dos pagamentos de remuneração atinge profissionais médicos especialistas, plantonistas e visitadores de diversos setores do Hospital Municipal de Cuiabá .


“Os médicos também possuem compromissos financeiros como contas pessoais de água, energia, aluguel e de alimentação. O não repasse da remuneração acordada expõe os profissionais à situação de inadimplência e de humilhante incapacidade mantenedor”, comenta o diretor. (Com inforações da assessoria)


Outro lado

A assessoria da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) foi procurada, mas não encaminhou resposta.

FONTE GAZETA DIGITAL