Notícias

Mato Grosso apresenta maior taxa de mortalidade por covid-19, diz Fiocruz

Mato Grosso está entre os 3 estados que possuem as maiores taxas de mortalidade por covid-19, de acordo com boletim da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), divulgado na última quinta-feira (22). O estudo também aponta alta incidência de infecção pela doença no território mato-grossense.


Segundo o levantamento, Mato Grosso, São Paulo e Paraná apresentam as maiores taxas de letalidade. Também foi observado, nas últimas duas semanas, maior taxa de contaminação de covid-19 no estado, assim como em Roraima e Santa Catarina.


Conforme os cientistas da Fiocruz, o descuido do poder público com a saúde pode ter motivado esse aumento.

 

“Os valores elevados de letalidade revelam falhas no sistema de atenção e vigilância em saúde nesses estados, como a insuficiência de testes diagnóstico, da triagem de infectados e seus contatos, identificação de grupos vulneráveis, bem como a incapacidade de se identificar e tratar adequadamente os casos graves de covid-19”, explicam.


O levantamento ainda aponta para uma nova fase da pandemia no país. Entre 6 a 12 de junho, a proporção de internações entre idosos era de 27,2%. Agora, subiu para 31,8%, de 3 a 10 de julho.


Ainda no período de 6 a 12 de junho, a porcentagem do número de óbitos de idosos era 44,8%. Hoje, esse percentual alcança 58,2%. A maior parte dos óbitos por covid-19 se concentra na faixa etária acima de 60 anos, desde o dia 27 de junho a 3 de julho.


Os dados mostram também redução de internações em leitos de terapia intensiva na faixa etária de 50 a 59 anos e uma interrupção no aumento na faixa de 40 a 49 anos.


O boletim reafirma a importância do avanço da campanha de imunização para a persistência da melhora nos números da pandemia.


“O avanço da vacinação no Brasil tem ocorrido de forma mais lenta do que desejável. Ainda assim, a melhoria do quadro pandêmico no país é uma consequência direta do aumento no número de imunizados”, afirmam os pesquisadores.

Fonte GAZETA DIGITAL