Notícias

Enfermeira é acusada de negligência ao vacinar idosa;

O Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso (Coren-MT) abriu um Processo Administrativo Disciplinar (PAD), nesta segunda-feira (05), contra uma enfermeira, para investigar denúncia de negligência, imperícia e imprudência na vacinação de uma idosa em Cuiabá.

 

O fato teria ocorrido na última quinta-feira (1º), quando a idosa, de 83 anos, foi levada pela filha, para ser imunizada contra a Covid-19 no Centro de Eventos do Pantanal.

 

Um boletim de ocorrência (nº 2021.82618) foi lavrado sobre o fato pela filha da idosa, após assistir a filmagem da vacinação.

 

De acordo com o Coren, a enfermeira teria demonstrado imperícia ao não afixar de forma correta a agulha na seringa de vacinação provocando o vazamento do imunizante pelo braço da receptora.

 

Fica claro neste caso, que houve imperícia, negligência e imprudência por parte da profissional que foi filmada durante a aplicação
Depois, ao tentar retirar a agulha a mesma teria se soltado da seringa, sendo necessário o rosqueamento correto. Por fim, a profissional colou um adesivo no local da falsa aplicação, limpou o braço da senhora e a liberou como se a mesma tivesse sido imunizada, o que é classificado como negligência pelo Conselho.

 

O Coren afirmou que, ao verificar o próprio erro, a profissional deveria ter agido com prudência se desculpando pelo erro e realizando o procedimento correto antes de liberar a idosa.

 

De acordo com o presidente do Coren-MT, Antônio César Ribeiro, o caso foi comunicado ao Departamento de Gestão do Exercício Profissional para que tome todas as providências de acordo com as normas da profissão.

 

Além disso, foi determinada a fiscalização imediata do local e pedido o afastamento da profissional até que tudo seja apurado.

 

"Fica claro neste caso, que houve imperícia, negligência e imprudência por parte da profissional que foi filmada durante a aplicação, o que é previsto no artigo 45, do Código de Ética da profissão", afirmou.

 

"Aconselhamos aos familiares de dona Antonieta que entrem em contato com a Secretária Municipal de Saúde formalizando a denúncia para que a vacinação seja feita de forma correta, considerando que visivelmente o conteúdo foi derramado pelo seu braço. A vacinação é direito desta senhora e de todo cidadão”, completou o presidente.

 

Outro lado

 

Por meio de nota, a Secretaria de Saúde de Cuiabá negou erro falha na vacinação e confirmou que a enfermeira retornou para suas funções junto à sede da Pasta.

 

A Secretaria ainda ressaltou que entrou em contato com a filha da idosa e propôs a realização de exame sorológico para confirmar se o organismo gerou anticorpos ou não. Em caso negativo, será feita nova aplicação da vacina.

Confira a íntegra da nota:

 

"A respeito de vídeo que mostra uma gota da vacina escorrendo no braço da pessoa vacinada, a Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá (SMS) informa que:

 

- É possível ver que a aplicadora segurou bem a seringa, mas, quando foi retirar, escorreu um pouco do líquido. Então, ela acoplou a agulha na seringa e aplicou novamente o restante do conteúdo.

 

- Quando ocorre de vazar parte do conteúdo, é preciso avaliar se foi a maior parte ou não. Caso o vazamento ocorra no momento da aspiração, deve-se trocar a seringa, fazer novamente a aspiração para então aplicar a vacina, o que não foi o caso.

 

- A coordenação da campanha conversou com a aplicadora em questão, realizou uma avaliação conjunta entre técnicos e verificou que a vacina foi aplicada em quase sua totalidade. No entanto, até que o caso seja apurado, a aplicadora retornou para sua função de origem na SMS.

 

- A secretária Ozenira Félix entrou em contato com a filha da idosa vacinada e ofereceu o exame sorológico para confirmar se o organismo gerou anticorpos ou não. Em caso negativo, será feita nova aplicação da vacina.

 

- A SMS destaca que desde o dia 20 de janeiro até 5 de abril de 2021, Cuiabá já aplicou 63.459 doses da vacina contra a covid-19, mediante um trabalho sério e empenhado de dezenas de servidores que buscam tão somente contribuir para o fim da pandemia."

 


FONTE MIDIA NEWS