Notícias

CRM adia audiência de médica que atropelou verdureiro em Cuiabá

O Conselho Regional de Medicina (CRM) adiou o depoimento da médica Letícia Bortolini, acusada de matar e atropelar o verdureiro Francisco Lúcio Maia em 2018, que estava marcado para ocorrer nesta quarta-feira (14).

A conduta da dermatologista é investigada por meio de processo ético profissional. Caso ela seja julgada culpada, pode perder o registro profissional.

Até o momento, o Conselho ainda colhe depoimentos das partes envolvidas. Letícia seria ouvida nesta quarta, porém, a pedido da defesa, a audiência foi adiada e uma nova data ainda não foi definida.

A justificativa é de que a advogada da médica estaria impossibilitada de acompanhar o depoimento da cliente.

Também não há data para o julgamento do caso.


A morte


Francisco empurrava um carrinho de verduras na Avenida Miguel Sutil no dia 14 de abril de 2018.

Por volta das 20h, ele tentava subir na calçada quando foi atingido pelo carro que era conduzido pela médica. O verdureiro morreu ainda no local.


Em alta velocidade, Letícia não parou para prestar socorro.


Ela foi presa pela Polícia Militar no condomínio onde morava, no Bairro Jardim Itália, pouco depois do acidente.


A médica se recusou a fazer o teste de bafômetro, mas os policiais relataram que ela estava com visíveis sinais de embriaguez.

FONTE MIDIA NEWS