Notícias

Pediatras denunciam falta de materiais e medicamentos no PS de Cuiabá

A equipe que atua na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica denunciou, nesta terça-feira (04), a falta de materiais básicos e medicamentos no Hospital e Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (HPSMC). De acordo com documento remetido à direção da unidade, faltam desde luvas, seringas e gaze, até papel toalha e sabão para lavar as mãos.
 
O Sindicato dos Médicos do Estado de Mato Grosso (Sindimed-MT) já tomou conhecimento da situação e está adotando medidas para cobrar explicações e coibir a recorrente ausência de insumos na unidade. “É um absurdo faltar até sabão para higienização das mãos. Isso aumenta o risco de infecção hospitalar. Não podemos admitir essa situação”, criticou Adeildo Lucena, diretor de Comunicação do Sindicato.
 

Em Comunicado Interno (CI) direcionado às diretorias Clínica e Técnica, assim como ao Plantão Administrativo e Farmácia Central, a equipe cobra a disponibilização, em caráter emergencial, desses e de outros materiais e medicamentos considerados básicos para atendimento às crianças e adolescentes.